Elsa Graça, Raul Carvalho das Neves e Manuel Monteiro são os vencedores dos prémios CIO of The Year

Elsa Graça, Raul Carvalho das Neves e Manuel Monteiro são os vencedores dos prémios CIO of The Year

Os vencedores do galardão entregue pela CIONET representam o Santander Totta, a Impresa e o Hospital-Escola Univ. Fernando Pessoa respetivamente

A CIONET, a maior comunidade de executivos de TI na Europa, com mais de 4.700 CIOs e CTOs, deu a conhecer os três melhores CIOs do ano em Portugal. Elsa Graça (CIO, Santander Totta), Raul Carvalho das Neves (COO – Oper. & Technology, Impresa) e Manuel Monteiro (IS Dev. & Innov. Coord., Hospital-Escola Univ. Fernando Pessoa, Fundação FP) foram os vencedores do prémio CIO of the Year, que tiveram lugar no evento anual da CIONET, CIODAY’2015, realizado na Fundação Portuguesa das Comunicações.

Na categoria de Orientação para Cliente, a CIONET Portugal reconheceu Elsa Graça. Elsa Graça é CIO do Banco Santander Totta e conta já com vinte anos de experiência ao serviço dessa entidade, tendo a seu cargo um departamento com 570 colaboradores, do qual dependem 67 unidades de negócio. O projeto que lhe valeu o reconhecimento pela CIONET consistiu na criação de um novo processo para abertura de Cliente e conta Depósito à Ordem com Tablet.

Este projeto inovador consistiu na transformação do processo tradicional de venda de Contas de Depósito à Ordem, incluindo criação de Cliente, baseado em carregamento de dados nos sistemas do Banco, cópias de documentos, outputs em papel e feitos na presença do Cliente. Alteração de um “modelo de atendimento à frente do cliente” (“guichet”) para um “modelo ao lado do cliente”, desmaterializado, digital, móvel, rápido e cumprindo o normativo em vigor. Como resultado final, o Banco obteve um aumento da eficiência de processos e redução significativa de custos.

Na categoria de Orientação para Processos de Negócio, foi premiado Raul Carvalho das Neves. O vencedor desta categoria é atualmente COO – Operations & Technology do grupo Impresa, e tem a seu cargo um departamento com 52 colaboradores, do qual dependem todos os 8 canais da SIC (SIC, SIC Notícias, SIC Mulher, SIC Radical, SIC K, SIC Internacional, SIC Caras, DSTV Kids), as 14 marcas de Impresa (Expresso, Visão, Caras, Exame Informática, Exame, Activa, Blitz, Courier Internacional, Jornal de Letras, Visão Junior, Visão História, Caras Decoração, TV Mais, Telenovelas) e outras unidades de negócio do grupo (InfoPortugal, Olhares, GMTS, Bloom, ActingOut).

O projeto que lhe valeu a vitória é composto por várias iniciativas, todas elas relacionados com a profunda transformação digital que a Impresa está a fazer ao nível da sua oferta e também dos processos de trabalho internos. São exemplos desta revolução digital, entre outros: o lançamento do Expresso Diário em Maio de 2014, produto só com versão digital, lançado em Maio de 2015, que foi classificado como o mais inovador em Portugal em media e entre as melhores aplicações do mundo pela ONU; a implementação de novos sites para todas as marcas baseadas numa única plataforma com uma arquitetura aberta, desenvolvida internamente, 100% open source a implementação de um novo sistema editorial multiplataforma (papel, digital) transversal à Impresa, permitindo maior organização, otimizar processos de trabalho para todas as redações de todos os títulos e partilha de conteúdos e a implementação de um sistema de gestão conteúdos para TV, 100% digital.

Manuel Monteiro, IS Development & Innovation Coordinator no Hospital-Escola Universidade Fernando Pessoa, Fundação FP, membro da Gestão dos SI da Unidade de Cuidados Continuados da FFP e membro do Conselho de Gestão do HE+, foi o vencedor da categoria de Orientação para Tecnologia.

O projeto inovador que lhe valeu o prémio foi o sistema de informação hospitalar HE+, que assenta em três grandes fases, e nas quais distinguimos três pilares: tecnologia, processos e cliente. A interoperabilidade estrutural e funcional alcançada, com todos os subsistemas e equipamentos de diagnóstico principais interligados, permitem ao HE+ uma agilidade ímpar no desenvolvimento de sistemas de apoio à decisão clínica, definição de clinical pathways, de soluções de business intelligence e integração com players externos (Telemedicina, Laboratórios externos, etc), entre outras soluções com carácter avançado. A maturidade atingida no HE+ permite-lhe encarar com entusiasmo áreas como o e-Health, a Cloud, o Big Data, a IoT, os Event-Driven e os Wearable Sensors.

Rui Serapicos, Managing Partner da CIONET Portugal, promete manter a iniciativa. “Dá-nos grande satisfação premiar os talentos portugueses em tecnologia e inovação. Acreditamos que estas iniciativas são cada vez mais importantes, não apenas pelos benefícios que aportam aos vencedores, mas fundamentalmente pelos efeitos positivos que trazem para a indústria portuguesa de TIs e para o nosso país”. Em 2016, o evento promete mais novidades.