Numa questão de semanas, a pandemia de coronavírus deixou de ser apenas um receio para ser uma uma crise mundial que colocou em quarentena sociedades inteiras e fechou setores importantes da economia em muitas partes do mundo. As Empresas e os cidadãos tiveram de se adaptar, assim como a agência de comunicação e a agência de marketing digital, mudando as formas de comunicar.

Embora a maioria das empresas e instituições esteja focada na forma correta em navegar na realidade imediata e nas consequências de curto prazo da crise, a verdade é esta pandemia vai gerar mudanças a longo prazo. Vai existir uma nova realidade, e é preciso preparar a forma correta de comunicar nesta nova realidade profissional e social para os próximos anos. Desta forma, a pandemia veio também reforçar a importância de uma agência de comunicação como ponto fulcral na estratégia das empresa. Elaboração de estratégias com base em conhecimento e em insights que melhorarem a forma de chegar ao cliente em tempo real e angariar novas fontes de rendimento, ao mesmo tempo que asseguram as atuais.

A Edelman reuniu as 12 formas fundamentais em que o coronavírus vai mudar a sociedade a cultura, e também a formas das empresas comunicarem :

  1. O trabalho mostra que é viável: A recém-normalização do trabalho remoto fez com que as empresas repensem o escritório como espaço produtivo. Pensam agora como criar um espaço para desenvolver um espírito de equipa e boas práticas de colaboração. Isto também fará com que as empresas estejam mais abertas à contratação de funcionários que não estejam perto dos escritórios e obriga as empresas a suportar o trabalho remoto.
    Por exemplo, o Shopify ofereceu a seus funcionários mil dólares para os ajudar a montar o seu escritório em casa. Surge aqui um desafio de comunicação face a ter equipas remotas, que se pretende ao employer branding e aos planos de comunicação internos para passar a mensagem certa aos colaboradores. Mas, ao conseguir, as empresas apenas apenas têm a lucrar com esta nova tendência.
  2. Empresas colocadas no Spotlight: Como pode constar no Trust Barometer, 8 dos 10 países pesquisados, “a minha empresa” estava mais bem preparada para combater o vírus do que “o meu país”. Isso também significa que agora os colaboradores esperam agora que as empresas ajam em concordência.
  3. A educação vai além da escola: o encerramento das escolas e universidades forçou milhões de estudantes universitários a receber formação on-line e obrigou muitos pais a tornarem-se tornarem professores. Essa situação normalizou-se totalmente, e levará a uma maior flexibilidade de como e quando as pessoas aprendem. também neste campo, estratégias de comunicação interna serão importantes para passar a mensagem correta da sua empresa, para os colaboradores saberem que está atento às suas necessidades.
  4. Adeus ao minimalismo, olá ao “Castling”: O minimalismo pode estar a perder importância enquanto as pessoas começam a “fortificar” as suas casas para tentar cobrir todas as suas possíveis necessidades. Isso também pode significar que o próprio design das casas começa a mudar, para facilitar o trabalho e o estudo remoto. Surge neste campo uma oportunidade de comunicação para várias empresas, como empresas de tecnologia, empresas de remodelação, empresas de imobiliário, entre outras.
  5. Investimento na “realidade virtual” e da realidade “real”: Novas tecnologias como 5G vão tornar a realidade virtual finalmente “real”. As atividades experimentais que agora parecem fora do alcance de muitos, começam a ocorrer nos espaços virtuais (por exemplo, assistir a concertos).
  6. Viagens “seguras” e com pouco contato: A forma de viajar vai também ela ser alterada. Dessa forma, quando as pessoas começarem a priorizar a limpeza e o saneamento, a indústria hoteleira vai reafirmar a sua força face a outras alternativas, como o Airbnb. É necessário aproveitar esta oportunidade para ser o centro das campanhas As férias vão também alterar uma tendência que privilegia mais as atividades ao ar livre, como acampar ou esquiar, permitindo que descanse e aproveite suas férias sem ter muito contato com outros viajantes.
  7. A sociedade vai ser mais equilibrada em saúde e riqueza: O COVID-19 vai aumentar ainda mais o equilíbrio entre rendimento e estado de saúde, pois o bem-estar e os comportamentos preventivos vão ser tomados mais em consideração.
  8. O ênfase no saneamento vai alterar os modelos de negócio  ligados a saúde e vai trazer novas ameaças: A medicina à distância será uma prioridade quando se trata de consultas médicas. Além disso, espera-se uma maior conscientização sobre os problemas de saúde mental e a procura por este tipo de serviços vai aumentar.
  9. Maior confiança em médicos especialistas: Após anos de erosão na confiança nesse setor, o Trust Barometer mostra que cientistas e os médicos são as pessoas mais confiáveis para responder efetivamente à crise (85%), seguidos pelas autoridades nacionais de saúde (78%), autoridades globais de saúde como a OMS (74%) e autoridades locais de saúde (72%).
  10. Os populismos estão aqui para ficar: Para muitas pessoas ao redor do mundo, o Coronavírus é mais uma manifestação de preocupações com a imigração e nossa interdependência no mundo ao nosso redor. Isso poderá dar lugar a novos discursos populistas e ao fortalecimento dos já existentes. Importante a responsabilidade de informação neste campo
  11. O COVID-19 forçará decisões incómodas sobre o comportamento ecológico: À medida que os consumidores começam a priorizar ambientes higienizados, as empresas e os utilizadores usuários podem enfrentar maior confusão relativa às opções relacionadas com produtos descartáveis, como plásticos descartáveis ou sacos de plástico. Por exemplo, empresas como a Starbucks removeram os copos reutilizáveis durante a pandemia.
  12. Perigo no setor do retalho: O setor do retalho dará mais um passo em direção ao comércio eletrónico, mesmo naqueles produtos e empresas que até agora estavam a resistir. Experimentar produtos como maquiagem nas lojas vai começar a ser considerado muito perigoso. Da mesma forma, os restaurantes vão acelerar o caminho para um modelo de entrega em domicílio e surgirão “cozinhas fantasmas”.

Empresas olham com maior atenção para a comunicação e marketing

Estratégias de comunicação e estratégias de marketing digital, que englobem todas as vertentes de comunicação, são mais importantes que nunca. Boa estratégia de content marketing, redes sociais, loja on-line e estratégia correspondente de promoção, são essenciais para conquista de novos clientes. Importante igualmente é saber onde investir os seus orçamentos digitais e fazer campanhas com análise de ROI como Facebook ads, Google ads, posicionamento nos motores de busca, etc, vão aumentar o número de visitas ao seu site e fazer com atinja o seu público alvo. Escolha uma estratégia de conteúdos com as palavras chave certas e desenvolva conteúdos interessantes. Também o mail marketing vai ter o seu contributo importante, pois é fundamental para promover os seus produtos e serviços de forma rápida e direta. 

A EDC é a Affiliate Partner da Edelman em Portugal. Consulte a notícia original da Edelman neste link