Como proprietário de uma empresa, provavelmente já se apercebeu que, hoje em dia, é importante ter uma presença nas redes sociais. Mas será que é preciso estar em todas?

Uma das principais causas de uma estratégia de redes sociais fracassada é marcar presença nas plataformas erradas. É compreensível que tal aconteça tendo em conta que está sempre tudo a mudar e o que é tendência hoje já não é amanhã.

Criar redes sociais para empresas de forma coesa e com crescimento e acesso em tempo real leva tempo e dedicação e não combina com todas as outras tarefas que um empresário tem em mãos. Por isso, a pergunta para a qual por vezes esses empresários não têm resposta é: em que rede social a minha empresa deve estar presente para melhorar a minha pegada digital?

A primeira pergunta para a qual precisa de ter uma resposta é: A minha empresa é B2C, B2B ou para ambas?

O Facebook é a rede que todos conhecem. Mas a sua empresa deve estar presente nesta rede se quiser vender? Saber responder a esta pergunta é importante. Infelizmente, ainda não chegámos ao ponto em que os utilizadores acedem às redes sociais para fazer compras. 

Existem exceções – como a procura por produtos locais no Market Place do Facebook -, mas regra geral os utilizadores não consultam os feeds para comprar nada. 

A não ser que o seu produto seja de uma compra por impulso, os posts ou os seus anúncios podem estar a atingir o target errado. As melhores estratégias de redes passam por angariar leads e gerar interesse no seu negócio, seja na maior rede social de Mark Zuckerberg – o Facebook – ou outras redes sociais de menor exposição, mas que contribuem para uma estratégia adequada de marketing digital.

A segunda pergunta: Qual é o meu público-alvo? Aqui iremos precisar de fazer alguns testes em publicidade paga para ficarmos a saber qual o tipo de público que nos segue e que pode ser um potencial comprador/cliente. Quando tivermos alguns dados como: localização, idade, género e interesses, conseguiremos ter um melhor conhecimento de qual o público que queremos atingir.

Terceira pergunta: Qual o meu objetivo geral?

Há uns tempos, passei uma tarde com o meu sobrinho, que adora futebol. Depois de quase 1 hora atrás de bolas e a evitar que ele partisse algumas janelas fiz um acordo com ele: continuava a jogar com ele até que ele marcasse três golos. 

Assim que ele marcou os golos disse-lhe que o jogo tinha acabado e que íamos entrar em casa. Prontamente, bateu o pé e disse-me “mas não eram esses três golos” e apontava para a baliza, “ali é que são os três golos” e apontou para os arbustos. 

Por mais infantil que pareça, por vezes, é assim que os empresários ou gestores de marketing definem os objetivos. “Queremos atingir o nosso target” sem realmente divulgar ou saber qual o target real para a sua empresa. As hipóteses de obter resultados serão as mesmas que eu tive no jogo de futebol com o meu sobrinho – na melhor das hipóteses decepcionantes.

Uma coisa importante de reter é que as redes sociais servem para “ver”, o que significa que, quem as usa vai lá para ver as coisas e não propriamente para fazer alguma coisa. Esta questão dificulta as vendas diretas através destas plataformas, mas as redes sociais têm outras potencialidades de envolvimento.

É nisto que as empresas precisam de se concentrar. Pode estar certo que descobrindo as respostas a estas três perguntas, fica relativamente fácil reduzir a sua presença a duas ou três redes sociais sólidas para obter os resultados pretendidos.

Algumas informações sobre social media que o podem ajudar a descobrir a “sua rede”:

Utilizadores Facebook em Portugal

Utilizadores em Maio 2020 – 7 118 000

69,8% da população

Maioria mulheres – 51,8%

1 630 000 entre os 25 e 34 anos

Utilizadores Instagram em Portugal

Utilizadores em Maio 2020 – 4 218 000

41,3% da população

Maioria mulheres – 54,6%

1 220 000 entre os 25 e 34 anos

Utilizadores LinkedIn em Portugal

Utilizadores em Maio 2020 – 3 451 000

33,8% da população

2 100 000 entre os 25 a 34 anos

Utilizadores Twitter em Portugal – 1 270 000

Maioria com menos de 24 anos

39,5% mulheres

60,6% homens

Entender qual a plataforma de redes sociais certa para a sua empresa vai, não só poupar-lhe tempo, como também o ajudará a alcançar e a crescer nos seus objetivos com esta estratégia de marketing. A definição de um canal social é ser social. Publicar, responder e monitorizar é crucial para conhecer o seu público e destacar as redes sociais como um dos principais recursos numa estratégia de marketing.Na EDC, contamos com uma equipa especializada de gestão de redes sociais preparada para definir a melhor estratégia para o seu negócio e para agilizar a sua presença no social media.